3 exigências com o transporte de perecíveis que a tecnologia ajuda a resolver

transporte de perecíveis

O transporte de perecíveis tem algumas particularidades. No caso de alimentos, por exemplo, a legislação determina uma série de cuidados. Afinal de contas, o transporte inadequado é ruim para toda a cadeia. A perda de mercadorias resulta em prejuízo, que no caso da indústria alimentícia também significa desperdício.

Por isso, a tecnologia tem ganho cada vez mais espaço na logística. Com softwares especializados é possível garantir a eficiência dos processos desde o transporte de insumos até a entrega no cliente final. Neste post vamos apresentar algumas das principais exigências para o transporte de perecíveis e como a tecnologia ajuda a resolver as dificuldades encontradas.

Características do armazenamento e transporte de perecíveis

Você sabia que o Brasil está entre os países que mais desperdiçam alimentos no mundo? Para tentar reduzir este índice foi criada a rede Save Food Brasil. Para Alcione Silva, membro da diretoria da organização, a maior dificuldade é justamente a cadeia logística. Ela afirma que tanto a cadeia de distribuição, quanto a de armazenamento contribuem para elevar o desperdício pela falta de infraestrutura.

Mas afinal, o que são mercadorias  perecíveis? Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), são considerados produtos perecíveis todos aqueles que possam se deteriorar durante o transporte ou que necessitem de condições especiais de temperatura ou ventilação. No caso específico de alimentos, existe uma grande variedade de perecíveis, que vai desde carnes, aves e derivados, leite, ovos, frutas, legumes, etc.

A variedade de cargas perecíveis é grande e cada uma deve seguir normas e regulamentos específicos. Vale ressaltar que as condições exigidas pelos órgãos sanitários se aplicam a todo o processo. Ou seja, tanto o armazenamento, quanto a carga e descarga devem seguir as mesmas indicações do transporte.

Vantagens que a tecnologia traz para o transporte de perecíveis

Com softwares especializados em logística é possível ter mais controle sobre o transporte de perecíveis. Um exemplo disso é o monitoramento logístico que permite acompanhar os deslocamentos em tempo real e, se necessário, acompanhar a temperatura da carga para que o produto chegue em excelentes condições ao destino final. Além disso, o sistema gera relatórios automatizados sobre o tempo de carregamento, deslocamento, descarregamento e tempo de veículo parado.

Vale ressaltar também que por meio da tecnologia é possível reunir indicadores que auxiliam na tomada de decisão. Durante a paralisação dos caminhoneiros, em meados deste ano, quem contava com softwares especializados tinha informações precisas sobre a situação dos veículos. Com foi possível agir de forma proativa, antecipando situações e orientando a equipe de campo.

Para empresas de grande porte, como a BRF, Ambev e Ultragaz, que são líderes em seus segmentos é imprescindível recorrer à tecnologia. Isso em razão do tamanho da frota, quanto mais veículos, mais difícil é fazer o acompanhamento sem o auxílio da tecnologia. Por outro, com sistemas especializados é possível manter o contato constante com os motoristas ou equipe de entregas. Além do monitoramento em si, isso também contribui para a segurança dos profissionais e mercadorias.

Como usar a tecnologia para transportar perecíveis

Listamos abaixo três exigências para o transporte de perecíveis que a tecnologia ajuda a resolver. Confira:

1) Condições de refrigeração

O transporte de perecíveis muitas vezes depende de refrigeração. Portanto, os veículos devem seguir as regras da ANVISA que determina as seguintes temperaturas:

  • Congelados – entre -12° a -18°
  • Refrigerados -entre 4° a 10°
  • Aquecido – acima de 65°

Com a tecnologia é possível aliar controle de temperatura e monitoramento de entregas. Assim é possível garantir que o carregamento chegará ao destino em perfeitas condições, evitando devoluções e desperdício.  

2) Condições do veículo

Tão importante quanto controlar a temperatura é cuidar das condições do veículo. A recomendação é utilizar um software específico para gestão de frotas, que permite acompanhar tudo sobre a manutenção, controle de pneus e abastecimento, entre outros aspectos. Isso é importante para evitar paradas não programadas por conta da manutenção que possam comprometer o transporte de perecíveis nas condições exigidas. Vale ressaltar ainda, que o termômetro deve estar sempre calibrado e a limpeza e desinfecção dos veículos em dia.

3) Condições de carga e descarga

Este é outro aspecto que a tecnologia ajuda a resolver. Além de saber informações prévias sobre o local de carga e descarga e melhor horário para receber as mercadorias, também é importante identificar o modelo de caminhão mais adequado para cada carregamento. A escolha de um caminhão com abertura traseira ou lateral impacta diretamente na eficiência da descarga. Com o auxílio da tecnologia fica mais fácil escolher o caminhão adequado para cada carga e rota. Outra vantagem é programar janelas de entrega para atender horários pré-definidos de clientes específicos ou de carregamentos perecíveis.

Você tem dúvidas sobre como usar a tecnologia para aumentar a eficiência do transporte de perecíveis? Aqui no nosso blog você encontra vários conteúdos sobre logística e nossos consultores também estão à disposição para lhe ajudar, entre em contato conosco.

[banner id=”2797″]