Como o monitoramento aumenta a segurança de frotas e cargas

segurança de frotas

Você está satisfeito com o seu atual processo de monitoramento logístico? Atualmente existem várias alternativas para garantir a segurança de frotas e cargas, desde etiquetas eletrônicas, selos de identificação de origem e softwares especializados no monitoramento de veículos. Como o roubo de cargas cresceu muito nos últimos anos, se tornou imprescindível utilizar recursos para acompanhar o carregamento desde a indústria até o destino final.

Os prejuízos causados pelo roubo de cargas

Segundo reportagem publicada pela Folha de São Paulo, no ano passado foram registradas mais de 10 mil casos de roubo de carga somente no Rio de Janeiro. Isso é o equivalente a um roubo a cada 50 minutos e a estimativa é que o prejuízo chegue a R$ 607 milhões de reais. Diante destes dados, fica evidente a necessidade de cuidados com a segurança de frotas e cargas.

Um artigo publicado pela Associação Nacional do Transporte de Cargas & Logística (NTC) revela que prejuízo causado pelo roubo de cargas em 2017 foi superior a um bilhão e meio de reais. Este dado equivale somente ao valor da carga, mas além disso há também o custo dos veículos roubados. Segundo a publicação, cerca de 20% dos veículos não são recuperados, aumentando ainda mais o prejuízo.

Confira a evolução do roubo de cargas nos últimos três anos no Brasil:

  • 2015 – 19.272 roubos
  • 2016 – 24.563 roubos
  • 2017 – 25.970 roubos

O que diz a legislação brasileira

O Marco Regulatório do Transporte Rodoviário de Cargas, que tramita no Senado Federal, possui um tópico que aborda exclusivamente a segurança de frotas e cargas. A proposta é incluir novas cláusulas nos contratos de frete, para resguardar o transportador em situações de assaltos, roubos, furtos e danos à carga.

Atualmente já é previsto na legislação penal um seguro contra roubo e danos à carga. Porém, a determinação é válida somente para o carregamento de valores. A proposta é permitir que o transporte rodoviário de cargas também seja beneficiado. Outra mudança prevista para aumentar a segurança de frotas e cargas é penalizar empresas e motoristas que tiverem envolvimento comprovado em roubos, furtos, desvios ou receptação de cargas.

3 cuidados essenciais com a segurança de frotas e cargas

1. Medidas de segurança

Outro cuidado primordial é treinar os motoristas para lidar com situações inesperadas. O profissional deve sempre fazer as paradas programadas e intervalos. A recomendação é que as paradas sejam feitas somente em locais seguros. Com um sistema de controle de jornada é possível acompanhar essas informações em tempo real. Inclusive, a tecnologia também auxilia as empresas no cumprimento da legislação trabalhista.   

2. Roteirização eficiente

A roteirização é mais um aspecto que merece muita atenção. Além de optar por rotas mais seguras também é preciso considerar restrições para trânsito de veículos pesados e interdições temporárias. A tecnologia é novamente a melhor alternativa. Com um sistema especializado é possível traçar rotas mais inteligentes e com isso garantir a segurança de frotas, cargas, motoristas e ainda reduzir custos.

3. Monitoramento logístico

O monitoramento da frota também contribui significativamente para o combate ao roubo de cargas. Como a central se mantém constantemente em contato com o motorista, pode intervir rapidamente em situações que possam colocar em risco a segurança.  Com um software especializado em monitoramento logístico é possível acompanhar desde o deslocamento da frota, até desvios, abertura de baú, queda de temperatura.

Quais os cuidados que a sua empresa toma para garantir a segurança de frotas e cargas? Se quiser receber informações sobre logística diretamente no seu e-mail, basta assinar nossa newsletter.

 

[banner id=”2797″]