Operação logística intermodal: como acompanhar e integrar?

Criar uma operação logística intermodal é complexo, mas por vezes vantajoso e até necessário, especialmente no Brasil. Depender somente de rodovias não é desejável porque a operação está sujeita a atrasos por conta do trânsito, desgaste nas estradas e rotas muito mais longas que o necessário. É evidente que o uso de caminhões é necessário para chegar a lugares onde outros modais não chegam, mas para longas distâncias, integrar com ferrovias, navios, barcos e aviões pode ser um ótimo negócio. Mas como montar essa operação logística? Veja algumas dicas:

Escolha o modal certo para a operação logística

O primeiro passo é decidir qual modal trará mais vantagens para a sua operação logística. Produtos perecíveis, por exemplo, precisam chegar ao destino o mais rápido possível. Produtos muito frágeis não podem passar por muitos processos de carga e descarga para a mudança de modal. A regra é pensar cada caso de maneira individual.

Calcule os custos

É evidente que se uma carga for transportada de avião, por exemplo, ela chegará mais rápido, mas isso nem sempre é vantajoso para a operação logística. É importante saber os custos de cada tipo de transporte, pesar os ganhos e só então fazer a rota do produto.

Cuidado com a carga e descarga nas mudanças

A troca de modal é um momento delicado, especialmente porque estará longe do seu armazém. Como já dissemos, fazer muitas mudanças durante a operação logística de produtos frágeis pode resultar em um grande prejuízo. Leve em conta também que essa transferência de carga leva algum tempo; se a diferença for pequena e as vantagens não forem tantas, o melhor é usar um modal só.

Use um software de monitoramento

A partir do momento que o produto sai do armazém, você precisa ter controle sobre os eventos que acontecem com a carga. Investir nessa tecnologia ajuda a reduzir custos pois evita desvios de rota e paradas desnecessárias do motorista, por exemplo.

Optar por uma operação logística intermodal pode ser muito vantajoso se todos os fatores forem levados em consideração. Melhor se sua empresa tiver na frota vários modais e não precisar terceirizar o serviço, mas isso só deve ser pensado a partir do momento que a demanda exigir, ou resultará apenas em gastos.
Qual sua opinião sobre a operação logística intermodal? Deixe seu comentário.

Crédito de imagem: Deni Williams/cc

Já conhece nosso Podcast? Vem tomar um café com a gente!​

comentários comentários

Recomendamos para você:

Logística verde: Como empresas de entregas podem incentivar clientes

A logística verde é uma prática cada vez mais comum e bem vista pelos consumidores. Isso porque...

6 vantagens da logística integrada

A necessidade de diminuir a distância entre fornecedores, embarcadores e clientes fez com que as...

Trânsito e horários: um sistema de roteirização pode ajudar?

O trânsito está cada vez mais complicado e é cada dia mais importante, possuir um sistema de...

Perdendo vendas por frete caro? Nunca mais!

Sua loja virtual está perdendo clientes porque o frete não é atrativo? Atue na sua rotina de...
INFOGRAFICO

Receba os melhores conteúdos sobre logística e ​otimize a gestão da sua empresa