Erros e acertos de logística na Black Friday

logística da Black Friday
Tudo indica que a Black Friday entrou de vez para o calendário brasileiro. A expectativa para este ano foi um faturamento de aproximadamente
2 bilhões de reais, que é 15% maior do que o ano passado. A grande questão é: será que a logística está preparada para este alto volume de entregas? A proposta deste post é apresentar os principais erros e acertos da logística na Black Friday (que servem para o restante do ano também).

O impacto da logística na Black Friday

Transportadoras e embarcadores conhecem bem os desafios da logística no Brasil. Além de manter a frota em dia, é preciso planejar bem as rotas para garantir a pontualidade da coleta e entrega de mercadorias. Porém, o consumidor final não tem muita noção de tudo o que envolve o transporte de mercadorias. Portanto, assim que recebe a confirmação da compra, a expectativa é pela entrega dos produtos.

Em reportagem do Bom Dia Brasil, o diretor de estratégia Luiz Pavão afirmou que  em apenas 30 minutos já haviam registrado o equivalente às compras de um dia inteiro. A expectativa para 24 de horas de promoção era vender o correspondente a um mês inteiro. A importância da logística na Black Friday fica muito evidente no momento de fazer a distribuição de todas essas compras e, também, controlar seus estoques.

A compra só é concluída efetivamente quando o cliente recebe a mercadoria. Mas, se os embarcadores não estão preparados para este período de alta demanda, podem enfrentar dificuldade para gerir as entregas. No fim das contas, isso pode impactar negativamente a experiência do consumidor. Por isso, listamos a seguir os principais erros e acertos da logística na Black Friday:

Erro – Fazer o cliente esperar muito pela entrega

Um dos motivos que levam muitos consumidores a optar pelas compras na loja física é justamente a possibilidade de já levar o produto para casa. No entanto, existem situações que isso não é possível, um exemplo é quando o estoque da loja é no próprio CD. Um dos grandes erros de logística na Black Friday é descuidar do pós-venda, não ter previsão exata sobre a entrega ou informar um prazo muito longo ao cliente.

Acerto – Planejar a gestão de entregas previamente

A melhor alternativa para fidelizar os clientes e gerar uma boa impressão da sua marca é fazer as entregas com o máximo de agilidade. A dica é recorrer à tecnologia para ter mais visibilidade sobre a operação, desde a coleta até a entrega ao consumidor final. Assim será mais fácil visualizar toda a operação e garantir que os produtos cheguem ao destino final o quanto antes.

Erro – Demorar muito para fazer a separação de mercadorias

Outro fator que influencia diretamente nas entregas é a separação de mercadorias. Afinal de contas, o pedido só poderá sair para a entrega depois que for separado, faturado e estiver com todos os documentos necessários para o carregamento. Se o picking é feito manualmente, sem dúvida será um processo muito lento e com alto risco de falhas. Principalmente, quando o volume a ser separado é o equivalente ao de um mês inteiro.

Acerto – Dimensionar a frota para a alta demanda

De nada adianta ter agilidade na separação das mercadorias e não ter frota suficiente para fazer a distribuição dos pedidos. Portanto, a recomendação é dimensionar antecipadamente a frota que será usada no período de alta demanda. Verifique se a quantidade de veículo próprios atende a necessidade da operação. Se for necessário, antecipe a contratação de frota terceirizado. Isso é  determinante para garantir as entregas no prazo, pois no período de pico pode não haver veículos disponíveis para terceirizar ou o custo ser muito alto.

Erro – Descuidar com a segurança da carga

Todos sabem que o roubo de cargas é um problema preocupante, pois existem quadrilhas especializadas nisso. Durante os períodos de alta demanda o transporte de cargas fica ainda mais visado pelos criminosos. Um exemplo disso é que na véspera da Black Friday uma carga de geladeiras que seria vendida durante a promoção foi roubada e o motorista mantido em cativeiro. Qualquer descuido pode resultar em perda do carregamento, prejuízos e atrasar a entrega (caso os produtos já tenham sido vendidos).

Acerto – Fazer o monitoramento logístico

Com o monitoramento logístico é possível combater o roubo de cargas. Basta escolher um software especializado para que a central acompanhe todo o deslocamento. Além disso, também é uma alternativa para manter o contato direto com o motorista. Isso torna possível fazer uma intervenção rápida caso haja alterações na rota e outras situações que fujam ao planejado. A Lincrosfornece um software que permite monitorar o deslocamento da frota desde a origem até o destino.

A sua empresa cometeu algum dos erros que citamos acima durante a operação logística da Black Friday? A promoção acabou, mas as vendas continuarão acontecendo. A dica é aperfeiçoar os processos para nos próximos períodos de alta demanda evitar os erros e garantir mais acertos.

Nossos consultores estão à disposição para demonstrar os sistemas da Lincrose apresentar todos os diferenciais de cada ferramenta. Entre em contato conosco!

 

[banner id=”2797″]